Para melhorar a sua experiência este site utiliza cookies. ao navegar, está a consentir a sua utilização. saiba mais aqui. x

Notícias

Jan 22

EQAVET. Debate e partilha nas primeiras conferências Codevision/Isoneed

O tema não é uma novidade, mas entrará já num novo ciclo em janeiro de 2018 pelo que a sua análise e debate apresentava-se como indispensável. 

Foi este o mote para a conferência “EQAVET. Desafios e oportunidades para as escolas” que decorreu durante 2 dias, entre o Porto e Lisboa, e que juntou mais de 150 participantes de mais de 60 escolas que debateram e partilharam opiniões e realidades sobre os desafios que o quadro EQAVET traz aos operadores de educação e formação. 

Se por um lado as escolas têm a obrigatoriedade de implementar e assegurar sistemas de garantia da qualidade de ensino, é também uma realidade que as mesmas estão completamente conscientes dessa necessidade, e comprometidas em garantir a qualidade dos processos formativos e dos resultados obtidos pelos seus alunos. 

Mas o que se pede às instituições é muito mais. Todas as fases do ciclo da qualidade - planeamento, implementação, avaliação e revisão – exigem tempo, análise e recursos para uma definição estratégica clara, exequível e ajustada à realidade da escola. Só assim há garantia que o plano de atuação será bem-sucedido e que a escola terá indicadores suficientes que lhe permitam analisar, validar e, se necessário, ajustar procedimentos para que este processo seja ainda mais eficaz. 

Há ainda o envolvimento de dois atores centrais neste processo: alunos/diplomados e empresas. Reunir indicadores sobre a empregabilidade dos alunos e o grau de satisfação do tecido empresarial em relação a estes profissionais é fundamental, mas apresenta-se como um dos grandes desafios para as escolas. O acompanhamento e contacto aos alunos pós formação, o contacto com as empresas, e a disponibilidade de ambos para participação neste processo é um trabalho exigente e, muitas das vezes, infrutífero. Esta situação obriga as escolas a utilizar e testar várias formas de contacto, por forma a recolher os indicadores necessários para garantir a avaliação da qualidade da formação.

Foi sob a orientação da Isoneed, parceiro da Codevision e especialistas na implementação de sistemas de garantia de qualidade, neste caso em específico, do quadro EQAVET, que se ouviram os testemunhos da EPRAMI e da Escola Profissional de Almada. 

No Porto, pela voz da Dr.ª Rosalina Martins, Diretora Pedagógica e Dr.ª Nídia Além, da Equipa de Qualidade da EPRAMI – Escola Profissional do Alto Minho Interior, e em Lisboa, pelo Dr. Jorge Sintra, Diretor da Escola Profissional de Almada, foram partilhados testemunhos fundamentais para se ter uma noção mais concreta e prática de todo o percurso, desafios e oportunidades que representam para cada escola o processo de implementação de um sistema de garantia de qualidade da formação alinhado com o quadro EQAVET.  

Terminado este primeiro ciclo de conferências, é como orgulho que revemos estes dias de partilha de informação, apresentação de soluções e debate. O compromisso da Codevision em trabalhar com e para as escolas foi amplamente atingido, e é com a promessa de nos mantermos disponíveis, atentos e na vanguarda de soluções para a área de educação que agradecemos a todas as escolas percorrem este caminho connosco.  

Obrigado!